terça-feira, 8 de maio de 2012

Maşallah! *

Certas vezes recebemos dádivas do Universo... Por definição, uma dádiva é algo que se recebe de graça. Uma dádiva pode vir de um alento, um sorriso, um presente, um agrado... E ela é sempre sincera; se não o for, não é dádiva. Será que você merece? Será que deve dar algo em troca? Não se grile: lembre-se que dádiva não é 'dívida' e nem 'dúvida', rs... Esses últimos são seus dois extremos: tem gente que recebe dádiva achando que agora "deve algo" e tem quem receba se perguntando "porque ganhou, o que se esconde através do gesto"... Uma dádiva não é um ponto de interrogação, muito menos moeda de troca.

Se você ganhou uma dádiva é porque ela é, agora, feita para você. Um amor, um amigo, uma mão estendida, um choro, uma alegria... Se será para sempre? Bom... Nada o é. Até as coisas que parecem "perdurar" não são, necessariamente, as 'mesmas' coisas se olharmos bem: elas mudam, evoluem, transformam-se e se melhoram ao se modificarem... Nem a gente mesmo é "o mesmo" para sempre, pois nada é permanente, a não ser a própria impermanência das coisas.   

Sabendo disso, pensamos: então será breve? Bom... Depende de você! Pessoas, dádivas são presentes do céus: usar bem é o segredo!  Apenas receba e cuide: li certa vez que é preciso saber que muito do que ganhamos funciona como um "empréstimo", a partir de então, somos seus guardiões. Daí nos engrandecemos com a dádiva, somos mais felizes, mais fortes... Nos sentimos melhor com elas e devemos viver isso de uma forma justa e verdadeira, para honrar a dádiva dia após dia, com equilíbrio e justiça, e assim sendo não teremos que devolver grande parte do que nos está sendo dado agora.

Se você recebeu uma dádiva, aceite-a. Não duvide e não "se endivide"... Abra-se e receba as dádivas que a vida lhe traz, como o sol que nasce todos os dias: ele sempre nasce e é sempre diferente. Da mesma forma são as amizades que você (re)conheceu, os amores que (re)encontrou, a família (de sangue ou não) que ganhou, os risos e choros que já viveu... Seja o que é, viva bem, até quando for, até quando tiver de ser! Não desanime e acredite: o sol brilha mesmo para todos.


* Expressão em turco que expressa agradecimento, alegria ou louvor para um evento ou pessoa que acabou de ser mencionado. Segundo a maioria dos dicionários, a tradução é "Deus assim quis que fosse".

© Todos os direitos reservados.

Um comentário:

¬ Obrigado por seu comentário!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...